Blog Oficial Alemdii

Fornecimento de medicamentos pelos planos de saúde

Compartilhe essa publicação

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

PL quer que planos de saúde forneçam medicamentos

O deputado federal Valdevan Noventa (PSC-SE) apresentou essa semana em Brasília o Projeto de Lei  (PL) 4.941, que obriga planos de saúde a fornecer medicamentos para o tratamento de doenças crônicas específicas. Para ele, as deficiências do Sistema Único de Saúde (SUS) têm levado boa parte dos brasileiros a procurarem uma segurança na forma de um seguro de saúde, o que se traduz em uma considerável despesa recorrente no orçamento familiar.

O parlamentar explica que gastos com saúde estão em 4º lugar entre os gastos familiares, sendo que não só a mensalidade do plano explica esses números. “Só os medicamentos já representam 48% do total dos gastos com saúde. Essa situação leva muitas pessoas ao abandono do tratamento, ou para o uso irregular dos medicamentos, o que compromete o estado de saúde delas”, disse o deputado.

Ao detalhar o projeto, Valdevan afirma que não adianta ter acesso a consultas, exames, procedimentos e internações, se o paciente não tiver condições financeiras de aderir ao tratamento de manutenção, que pode estabilizar ou até mesmo reverter à doença.

“Pensando nessa questão, entendemos que é o momento das operadoras de planos de saúde começarem a oferecer um componente de assistência farmacêutica, ainda que limitada ao tratamento de doenças crônicas”, explicou Valdevan.

Estudo realizado com uma operadora de planos de saúde com cerca de 200 mil beneficiários constatou que o fornecimento de medicamentos para doenças crônicas reduziu o número de internações em 32%, e de consultas em 17%. Além disso, não se pode desprezar o ganho de qualidade de vida para esses pacientes, com prevenção ou adiamento de complicações limitantes.

“O nosso projeto pretende incluir a assistência farmacêutica como componente da saúde suplementar, nos planos que incluírem atendimento ambulatorial, e restritamente para o tratamento de doenças crônicas, nas condições a serem definidas pelo regulamento emitido pela Agência Nacional de Saúde Suplementar”, disse Valdevan Noventa.

Fonte: Infonet

Conte a sua história

Farmale é membro

Investidores Sociais

Farmale é um espaço informativo, de divulgação e educação sobre temas relacionados com saúde, nutrição e bem-estar, não devendo ser utilizado como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento sem antes consultar um profissional de saúde.

NOSSAS REDES

Inscreva-se em nossa Newsletter

O conteúdo editorial do blog Farmale não apresenta nenhuma relação comercial com os investidores sociais do blog, assim como com a publicidade veiculada no site.

 O blog Farmale faz parte do projeto de comunicação da ALEMDII.

A informação contida neste blog está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso à Informação é um direito seu: Fique informado.

Tradução »

Doe sua história

Cadastre-se

E fique por dentro de nossas novidades!

Nós siga nas redes sociais e curta a página.

Área do usuário

Não possui uma conta?
Clique em registrar para se cadastrar.