Blog Oficial Alemdii

Consulta Pública N º 45 – proposta de incorporação do vedolizumabe para colite ulcerativa

Compartilhe essa publicação

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Proposta de incorporação do vedolizumabe para tratamento de pacientes com retocolite ulcerativa moderada a grave

A Consulta Pública Nº 45 está aberta desde o dia 31 de julho para manifestação da sociedade civil a respeito da recomendação da Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias (CONITEC) no Sistema Único de Saúde (SUS) relativa à proposta de incorporação do vedolizumabe para tratamento de pacientes com retocolite ulcerativa moderada a grave, apresentada pela Takeda Pharma Ltda.

ATENÇÃO PESSOAL! Sim, parece confuso, mas temos 2 consultas públicas aberta para o tratamento de pacientes com colite ulcerativa. Já conversamos aqui no blog sobre a Consulta Pública Nº 44, hoje vamos conversar sobre a Nº 45.

Medicamento analisado: vedolizumabe

A Takeda Pharma Ltda solicitou à Conitec a incorporação do medicamento vedolizumabe para o tratamento de pacientes adultos com RCU no Sistema Único de Saúde (SUS). Esse medicamento está registrado na Anvisa para tratamento de RCU e Doença de Crohn em pacientes que não apresentam melhora com o tratamento convencional ou com um antagonista de fator de necrose tumoral alfa. Possui apresentação para uso injetável e atua diminuindo a inflamação e acelerando a cicatrização da mucosa em pacientes com RCU.

A Conitec analisou os estudos que avaliavam as evidências científicas sobre eficácia, segurança, custo-efetividade e impacto orçamentário do vedolizumabe para tratamento da RCU.

Os estudos mostraram que o vedolizumabe teve melhores resultados comparado ao placebo na cicatrização da mucosa e na diminuição dos sinais e sintomas da doença. Porém, os estudos apresentaram qualidade de evidência moderada. Na análise do impacto orçamentário, a inclusão do vedolizumabe para RCU moderada a grave após falha da terapia convencional ocasionaria um acréscimo de R$ 90,8 milhões no primeiro ano e R$ 460 milhões acumulado em cinco anos.

Recomendação inicial da Conitec

Os membros do plenário da Conitec presentes na 79ª reunião ordinária, realizada nos dias 3 de julho e 4 de julho de 2019, consideraram que há pacientes que não apresentam resultados positivos ao tratamento disponível no SUS para esta doença, sendo que o vedolizumabe foi avaliado como o biológico mais apropriado para tratamento da RCU.

Assim, o plenário da Conitec recomendou inicialmente a incorporação no SUS do vedolizumabe para retocolite ulcerativa moderada a grave, mas a incorporação estaria vinculada a uma condição: que os custos do tratamento com este biológico sejam iguais ou inferiores ao tratamento anual com infliximabe (R$ 27.098,88 no primeiro ano).

ATENÇÃO! A recomendação foi disponibilizada em consulta pública por 20 dias – último dia para contribuir: 19 de agosto!

Como contribuir então?

  • Leia o Relatório Técnico se você for profissional da saúde.
    • Dar a sua contribuição no formulário “Técnico Científico”.
  • Leia o Relatório para a Sociedade se você for paciente, familiar, amigo.
    • Dar a sua contribuição no formulário “Experiência ou Opinião”.
Interessante ler:
O que é uma consulta pública?

Fonte: Conitec


Conte a sua história

Farmale é membro

Investidores Sociais

Farmale é um espaço informativo, de divulgação e educação sobre temas relacionados com saúde, nutrição e bem-estar, não devendo ser utilizado como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento sem antes consultar um profissional de saúde.

NOSSAS REDES

Inscreva-se em nossa Newsletter

O conteúdo editorial do blog Farmale não apresenta nenhuma relação comercial com os investidores sociais do blog, assim como com a publicidade veiculada no site.

 O blog Farmale faz parte do projeto de comunicação da ALEMDII.

A informação contida neste blog está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso à Informação é um direito seu: Fique informado.

Tradução »

Doe sua história

Cadastre-se

E fique por dentro de nossas novidades!

Nós siga nas redes sociais e curta a página.

Área do usuário

Não possui uma conta?
Clique em registrar para se cadastrar.