Blog Oficial Alemdii

CISLA é o único local do Piauí que dispensa bolsas para ostomizados

Compartilhe essa publicação

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Programa Ostomizados no Piauí

O Centro Integrado de Saúde Lineu Araújo (CISLA) mantém o Programa Ostomizados, que atende pessoas pelo Sistema Único de Saúde (SUS), disponibilizando bolsas para aqueles que, por algum motivo, tiveram que realizar cirurgia de ostomia.
Esse procedimento é quando a pessoa passa a expelir fezes e/ou urina por um novo caminho. Ao todo 826 pacientes estão cadastrados para receberem até 10 bolsas de ostomia por mês. O CISLA é o único local do Piauí que dispensa bolsas de ostomia gratuitamente para pacientes de todo o Estado.

Durante o ano de 2018, foram realizados no Programa de Ostomizados do CISLA 363 novos cadastros de pacientes, entre colostomizados e urostomizados.

Ao todo foram entregues em um ano 76.950 unidades de bolsas. Em Teresina, o programa específico para ostomizados funciona no Lineu Araújo desde 1992.

“Se a pessoas precisar de dois tipos de bolsas, de colostomia (fezes) e urostomia (urina), ela recebe 20 unidades por mês. Dez de cada tipo. Tudo isso nós registramos e fazemos um controle dos recebimentos”, afirma Mariluce Ferreira, do CISLA.

Ela fala ainda que o CISLA garante atendimento integral a pessoa com ostomia. “Aqui a pessoa recebe orientação sobre como usar a bolsa. Desde o preparo, aplicação, fechamento, reposicionamento, esvaziamento e troca da bolsa”, diz Mariluce.
A ostomia é indicada em vários casos, como cânceres, traumas provocados por acidentes de trânsito, doenças inflamatórias do intestino, doenças obstrutivas, anomalias congênitas ou mesmo agressão por arma de fogo ou arma branca. A pessoa pode utilizar as bolsas de forma temporária ou permanente.

Como conseguir bolsas de colostomia/urostomia pelo SUS

  1. A pessoa precisa de um laudo médico com o diagnóstico do problema que levou a fazer a ostomia, se ela é permanente ou temporária e se é colostomia ou urostomia;
  2. Munida de toda a documentação necessária – laudo médico e cópia dos documentos pessoais, como cartão do SUS, comprovante de residência atualizado e RG da pessoa ostomizada – a pessoa deve entregá-la no Lineu Araújo, localizado no centro de Teresina;
  3. Depois de entregue a documentação no estabelecimento de saúde, a pessoa solicitante irá receber um cartão, onde são estabelecidos os prazos para o recebimento das bolsas.

Fonte: Cidade Verde

Visite aqui a página no Facebook, o Instagram Farmale e o Canal Farmale! Não esqueça de curtir a página para saber de todas as atualizações do blog!
Compartilhe essa informação com alguém que possa estar precisando dela.
O Farmale é um espaço informativo, de divulgação e educação sobre temas relacionados com saúde, nutrição e bem-estar, não devendo ser utilizado como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento.
O Farmale é o blog oficial da ALEMDII – Associação do Leste Mineiro de Doenças Inflamatórias Intestinais.

Publicações relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Tradução »

Doe sua história

Cadastre-se

E fique por dentro de nossas novidades!

[sibwp_form id=2]

Nós siga nas redes sociais e curta a página.

Área do usuário

Não possui uma conta?
Clique em registrar para se cadastrar.